Advogados dos EUA contratam ajudante robô

advogado robô

Ele se chama Ross e usa o sistema de inteligência artificial Watson, da IBM, para fazer pesquisas em processos. O programa já é usado por dez escritórios de advocacia e se comporta como se fosse um advogado de verdade: entende perguntas feitas em linguagem normal e dá seu parecer jurídico a respeito de qualquer assunto.

A vantagem é que ele é conectado a um banco de dados com milhares de processos, ou seja, lê imediatamente toda a jurisprudência envolvida num determinado tema (quando feita manualmente, essa pesquisa consome até 30% do tempo dos advogados humanos).

No Brasil, seria muito interessante se automatizassem a função dos juízes, para desafogar os fóruns.

Supercomentado!

Fonte: Revista Superinteressante 374 / Bruno Garattoni