Mestre Splinter

Experiência faz ratos “meditarem”

Primeiro, os bichinhos foram geneticamente modificados par que seus neurônios respondessem a pulsos de luz. Depois cientistas da universidade de oregon implantaram fibras ópticas no cérebro dos ratos: quando ligadas, as fibras emitiam luz, e isso aumentava as ondas elétricas theta (que os humanos tabém apresentam, quando dormem ou meditam).

Os ratinhos foram submetidos à “meditação elétrica” durante 20 dias, meia hora por dia. ao final do período, eles tinham se toranado menos ansiosos do que os outros camundongos.

Seria esta a prova de que é possível criar um Mestre Splinter na vida real? Comente!

Supercomentado!

Homens bonitos, grilos namoradores e sorrisos relaxantes

Algumas coisas que não sabemos não fazem falta nenhuma dentro do nosso cérebro quando este conhecimento é usado de forma isolada.

Porém, eu acredito que algumas bobagens aparentemente sem utilidade alguma, que aprendemos no decorrer de nossas vidas podem fazer a diferença quando tais informações são cruzadas com outras (mesmo sem percebermos), fazendo com que tenhamos mais idéias, resolvamos problemas de maneira criativa, e tenhamos assunto com gente estranha… e por vezes esquisita. Continue reading →

Adolescentes Pinóquio, celular vegetal e o sono das girafas

O cérebro dos adolescentes é um adversário desleal na hora da conversa “cara-a-cara” com os pais explicar melhora aquela história. Continue reading →

sorvete que não derrete

Sorvete que não derrete: verão mais barato

Os dias de sorvetes derretidos estão contados: cientistas da Universidade de Edimburgo, na Escócia, descobriram uma proteína que é capaz de garantir um sorvete cremoso por mais tempo. Para melhorar ele também evita os cristais de gelo que aparecem quando você esquece o pote no congelador. Continue reading →

Mesa bagunçada no início da arrumação

Mesa mais limpa que o Sistema Cantareira

Trabalhar em casa – como praticamente tudo na vida – tem seus prós e contras. Trabalho com design, desenvolvimento web e gráfico, fotografia e afins, e para mim sinceramente só tem um “contra”: a bagunça que vou acumulando durante a criação.

Continue reading →

Você é realmente quem aparenta ser no Facebook?

Foi o que constataram pesquisadores da Universidade de Cornell (EUA), que são gente como a gente e já devem ter sido enganados mais de uma vez por rostinhos lindos na tela do computador e, bem, não tão lindos na vida real. Continue reading →

dinheiro na mão

Pesquisadores Americanos: Homens que esbanjam são mais atraentes

Olha aí a confirmação do que muita gente já sabia: pavões homens que saem por aí mostrando que são cheios da grana — comprando garrafas da bebida mais cara no bar ou chegando lá em uma Ferrari conversível, por exemplo — fazem mais sucesso com as mulheres. Continue reading →