Bicicleta Elétrica: 10 bikes que valem a pena conhecer

Bicicleta ainda é sinônimo de economia, meio de transporte alternativo e qualidade de vida (pensando nos benefícios que o “pedal” oferece), porém, a última característica anda um tanto quanto ameaçada… em partes.

A bicicleta elétrica, oferece muito mais conforto e comodidade aos ciclistas, diminuindo consideravelmente o esforço físico empregado para movimentar “o camelo” e aumentando a velocidade do veículo. Aqui em Marechal Rondon, já é difícil sair passar pelo centro sem cruzar com um dos diversos modelos disponíveis no mercado. Seja produzido em série ou quase de maneira artesanal, as bicicletas elétricas já tomaram conta das ruas, e os números só tendem a aumentar.

Sonho de consumo?

Há algum tempo, o sonho da maioria das pessoas que usavam a bicicleta como principal meio de transporte, antes do carro, era o de adquirir uma moto, geralmente aquela sem embreagem, que não combinava com posto de gasolina… mas que já tinha IPVA. Porém hoje há um degrau a mais entre a magrela e o primeiro carro: a bicicleta elétrica.

Uma pesquisa da Navigant Research, aponta que as vendas de bicicletas elétricas deverá aumentar de 32 milhões ao ano em 2014 para 40 milhões em 2023, movimentando um montante de aproximadamente 365 milhões de dólares ao ano. Certamente estes números chamam a atenção não apenas dos donos de bicicletarias nas esquinas de Marechal Rondon – que dificilmente tem conhecimento dessa pesquisa, e designers ao redor do mundo, mas também de grandes montadoras e indústrias multinacionais com potencial para produção em larga escala.

EDL132 - bicicleta elétrica peugeot

Peugeot EDL132 – um dos modelos conceito da Peugeot, que ainda não saiu do papel.

Encontrei algumas bicicletas que merecem destaque, tanto pelo design inovador/diferenciado quanto pela tecnologia empregada. Confira abaixo as bicicletas elétricas que valem a pena ver:

Neo-Retro Deus Electric

Desenvolvida pelos designers australiano Ryan Mischkulnig e Joe Fischer, inspirados na Honda CUB 90, a “DEUS ELECTRIC” é ao mesmo tempo retrô e elétrica. A originalidade do modelo está no design retrô, com um guidão feito a partir de uma bicicleta, farol de um carro velho e o selin projetado com um colchão utilizado para ginástica.
Não disponível para venda.

Meijis Motorman

A marca Meijs, com sede em Maastricht, na Holanda, desenvolveu um projeto comercial chamado Meijis Motorman. A bike tem um ar vintage e um aspecto semelhante a uma bicicleta, mas com baterias e sem pedal. Segundo o fabricante, o modelo é muito leve e se adapta perfeitamente à vida urbana.
Preço a partir de 4.750 euros.

Faraday Porteur

A Porteur é uma bicicleta elétrica que mistura tecnologia com charme vintage. Ela carrega a bateria em apenas três horas e tem algumas funcionalidades convenientes para facilitar o transporte de bens e mercadorias.
Preço a partir de 3.499 dólares.

MK – Tilt Action Bike

Talvez a mais inovadora deste post, a MK, foi desenvolvida pela empresa Butchers e Bicycles (Açougues e Bicicletas na tradução literal). Com sede em Copenhaga, Dinamarca, esses açougueiros desenvolveram uma bicicleta de carga muito legal que tem uma inclinação oferecendo uma nova visão de mobilidade urbana para o trabalho, sem muito esforço. Além do pedal clássico, a bike também conta com um motor desenvolvido pela empresa Bosch.
Preço 5.395 euros.

La Bicicletto

SPA (Società Piemontese Automobili) uma empresa italiana de automobilismo criou esta bicicleta elétrica conceito, chamada La Bicicletto. Esta marca fabrica carros de luxo e quis prestar uma homenagem a carros antigos que tinham design apaixonante, preservando os detalhes no desenho minimalista da bicicleta. La Bicicletto possui um motor de 500W, e uma autonomia de aproximadamente 55 km. Eles gostaram tanto do resultado do protótipo que resolveram produzir em série.
Preço 10.000 euros.

Leos Solar Bike

Vencedora do Red Dot Design Award 2015, a Leos é uma bicicleta elétrica auto-suficiente, que incorpora painéis solares em seu quadro de carbono produzindo energia suficiente para usá-la por 30 quilômetros por dia. A bike solar é um veículo de alta tecnologia com elevados padrões estéticos e de qualidade.
Preço a partir de 6.756 euros.

Otocycle

Desenvolvida por uma família de engenheiros de Barcelona, a Otocycle relembra o design das motocicletas da década de 50, a bicicleta elétrica tem autonomia de 50 km e dois modelos muito parecidos.
Preço a partir de 4.500 euros.

BMW i3 Concept

O projeto conceito da BMW para bicicletas elétricas que complementam os carros. A idéia não é abandonar o carro, mas utilizar a bicicleta após estacioná-lo. A i3 Concept é uma bicicleta dobrável, que leva quatro horas para carregar totalmente a bateria, ou 90 minutos para a carga rápida, e tem autonomia de 25 a 40km (dependendo da carga inserida).
Preço não definido.

Ford MoDe Smart E-bike

Parte do projeto de mobilidade da Ford, a Smart E-bike parece – na minha opinião – o resultado de um concurso interno de design que foi mal julgado, mas tem lá o seu valor. Apresentada no MWC 2015, a bike mostrou conectividade com smartphones e com softwares dos carros da marca. Não encontrei informações sobre autonomia, tempo de carga e muito menos preço.

Audi E-bike Action

Com um design futurista e tecnologia que se espera da marca, a bike elétrica da Audi é alinhada com o Audi E-tron Spyder – projeto conceito de um carro elétrico – e dá uma cara nova ao mountain bike, sem eliminar a possibilidade de uso em ambiente urbano. Como é um projeto conceito, ainda não há valor definido nem especificações sobre o funcionamento, mas você pode conferir as fotos e um vídeo de apresentação.

Conclusão

Creio que esteja meio longe de ver estas bikes rolando por aqui (no interior do Paraná), pelo menos não com a frequência que vemos as fabricadas quase que artesanalmente ou Made In China. A resolução 465 do Contran, regulamentou o uso de alguns tipos de bike elétrica que tenham o máximo de 350w de potência e máximo de 25km/h, mas ainda falta muito para ter certeza de que está andando dentro da lei com uma bicicleta elétrica. Mas que elas são estilosas, isso não se pode negar.

Curtiu? Conhece algum outro modelo legal? Deixe um comentário.

Supercomentado.

Comente