Entendendo o Hino Nacional Brasileiro

Em uma cena do filme “A lenda do tesouro perdido 2: O Livro dos Segredos“, após um momento de inspiração patriótica, o mocinho (Nicolas Cage) ouve a seguinte frase da mocinha (Diane Kruger) que singelamente diz: – As pessoas não falam mais assim. Faço minhas as palavras da “curadora de arte” e digo que no Brasil as pessoas também não falam com a emoção e poesia da época em que foi inscrita nossa colossal obra de arte: O Hino Nacional.

Diz aí, quantas vezes você já cantou o hino nacional? Não lembra, certo?

Agora responda: você já parou para interpretar todas as frases do hino e saber realmente o que ele está falando?

No player abaixo uma versão conhecida (bem militar) do nosso símbolo sonoro (tirado daqui). E em seguida a minha interpretação do hino [em itálico].

HinoNacional.mp3

Parte 1

1. Ouviram do Ipiranga as margens plácidas

2. De um povo heróico o brado retumbante,

[às margens tranquilas do rio Ipiranga, alguém ouviu um grito (brado) de um povo corajoso]

3. E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,

4. Brilhou no céu da pátria nesse instante.

[o céu estava ensolarado no momento]

5. Se o penhor dessa igualdade

6. Conseguimos conquistar com braço forte,

[Se o preço da igualdade conseguimos na raça]

7. Em teu seio, ó liberdade,

8. Desafia o nosso peito a própria morte!

[Quando libertos, a liberdade pode nos matar]

9. Ó Pátria amada,

10. Idolatrada,

11. Salve! Salve!

[…]

12. Brasil, um sonho intenso, um raio vívido

13. De amor e de esperança à terra desce,

14. Se em teu formoso céu, risonho e límpido,

15. A imagem do Cruzeiro resplandece.

[Um sonho intenso de amor e esperança vem à terra quando o Cruzeiro é visto no céu limpo e alegre]

16. Gigante pela própria natureza,

17. És belo, és forte, impávido colosso,

[Gigante por natureza, monumento corajoso (impávido colosso), belo e forte]

18. E o teu futuro espelha essa grandeza.

[O que vem pela frente reflete a grandeza (Gigante por natureza)]

19. Terra adorada,

20. Entre outras mil,

21. És tu, Brasil,

22. Ó Pátria amada!

[…]

23. Dos filhos deste solo és mãe gentil,

24. Pátria amada,

25. Brasil!

[É a mãe dos filhos dessa terra, Pátria amada, Brasil!]

Parte 2

26. Deitado eternamente em berço esplêndido (berço iluminado),

27. Ao som do mar e à luz do céu profundo,

[Localização geográfica privilegiada com uma grande costa marítima]

28. Fulguras, ó Brasil, florão da América,

[Resplandeces, ó Brasil, jardim das américas (rico em verde)]

29. Iluminado ao sol do Novo Mundo!

[Luz maior de um Novo Mundo]

30. Do que a terra, mais garrida,

31. Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;

[Teus campos tem mais flores do que a terra mais vistosa e elegante que possa existir]

32. “Nossos bosques têm mais vida”,

33. “Nossa vida” no teu seio “mais amores.”

[Nossos bosques tem mais vida e quando estamos aqui temos mais amores]

34. Ó Pátria amada,

35. Idolatrada,

36. Salve! Salve!

[…]

37. Brasil, de amor eterno seja símbolo

38. O lábaro que ostentas estrelado,

[Brasil, que a bandeira seja um símbolo de amor eterno]

39. E diga o verde-louro dessa flâmula

40. – “Paz no futuro e glória no passado.”

[E que a cor verde-louro dessa chama (bandeira), lembre: -paz no futuro e glória no passado]

41. Mas, se ergues da justiça a clava forte,

42. Verás que um filho teu não foge à luta,

43. Nem teme, quem te adora, a própria morte.

[Se as armas da justiça se erguem para a batalha, seus filhos (patriotas) não fogem a luta e não têm medo de dar a vida por ti]

44. Terra adorada,

45. Entre outras mil,

46. És tu, Brasil,

47. Ó Pátria amada!

[…]

48. Dos filhos deste solo és mãe gentil,

49. Pátria amada,

50. Brasil!

[É a mãe dos filhos dessa terra, Pátria amada, Brasil!]

Não sou formado em letras, mas os dicionários me ajudaram um pouco em alguns casos.

Você aí curtiu? Comentários são bem vindos! Vamos enriquecer a compreensão do nosso hino e fortalecer nosso patriotismo.

Comente!

Supercomentado.

1 Comentário

  1. sobre o hino nacional, não há crase em ” as margens”. Portanto quem ouviu o brado retumbante foram as margens do Ipiranga.

    Reply
  2. INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

    1 Às margens serenas de um riacho,
    2 Ouviu-se o ressoar de um grito de liberdade
    3 No mesmo instante em que raios solares
    4 Brilharam no céu de uma nova nação;

    5 Enquanto garantimos nosso direito de igualdade,
    6 Que conquistamos através de muita luta
    7 Em meio à liberdade,
    8 Desafiamos corajosamente a nossa própria morte!

    9 Meu País Querido e Amado, eu te saúdo!

    10 Este País de grandes ideais é iluminado por
    11 Vigorosos raios de amor e de esperança,
    12 Enquanto seu belo e límpido céu
    13 Reflete o esplendor do Cruzeiro Celeste;

    14 Tua Grandeza reflete-se em tua rica fauna e flora,
    15 Dotadas de grande beleza e força, ó destemido gigante,
    16 E o teu destino nos comprova tais atributos;

    17 Meu querido país:

    18 Dentre todas as nações és a mais querida,
    19 Amada Pátria!
    20 Perante teus filhos és Mãe Gentil,
    21 Minha Querida Pátria, BRASIL!

    22 Repousando eternamente em teu luxuoso leito,
    23 Embalado és pelo marulho das ondas sob o azul celeste,
    24 Destaca-te, ó Brasil, centro do continente,
    25 Iluminado pelo intenso brilho do Sol nesta Nova Terra!

    26 Dentre as terras mais férteis,
    27 Os teus campos são os mais belos e floridos;
    28 Nossos bosques são os mais singelos,
    29 Nossa vida, nesta terra, é mais aprazível;

    30 Meu País Querido e Amado, eu te saúdo!

    31 Brasil, que o símbolo do amor eterno
    32 Seja a estrelada bandeira que exibes orgulhosamente;
    33 E que o verde-louro de tua bandeira nos diga:
    34 — “Futuro de paz e passado de glórias!”

    35 Porém, se castigares injustamente um filho teu,
    36 Verás que ele, bravamente, tal desafio enfrentará
    37 E, por amor à ti, nem a própria morte temerá!

    38 Meu querido país:
    39 Dentre todas as nações és a mais querida,
    40 Amada Pátria!
    41 Perante teus filhos és Mãe Gentil,
    42 Minha Querida Pátria, Brasil !

    Reply
  3. • . .. . . . . . . . . . . ,.-‘”. . . . . . . . . .“~.,
    . . . . . . . .. . . . . .,.-”. . . . . . . . . . . . . . . . . .“-.,
    . . . . .. . . . . . ..,/. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ”:,
    . . . . . . . .. .,?. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .\,
    . . . . . . . . . /. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,}
    . . . . . . . . ./. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,:`^`.}
    . . . . . . . ./. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . ,:”. . . ./
    . . . . . . .?. . . __. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . :`. . . ./
    . . . . . . . /__.(. . .“~-,_. . . . . . . . . . . . . . ,:`. . . .. ./
    . . . . . . /(_. . ”~,_. . . ..“~,_. . . . . . . . . .,:`. . . . _/
    . . . .. .{.._$;_. . .”=,_. . . .“-,_. . . ,.-~-,}, .~”; /. .. .}
    . . .. . .((. . .*~_. . . .”=-._. . .“;,,./`. . /” . . . ./. .. ../
    . . . .. . .\`~,. . ..“~.,. . . . . . . . . ..`. . .}. . . . . . ../
    . . . . . .(. ..`=-,,. . . .`. . . . . . . . . . . ..(. . . ;_,,-”
    . . . . . ../.`~,. . ..`-.. . . . . . . . . . . . . . ..\. . /\
    . . . . . . \`~.*-,. . . . . . . . . . . . . . . . . ..|,./…..\,__
    ,,_. . . . . }.>-._\. . . . . . . . . . . . . . . . . .|. . . . . . ..`=~-,
    . .. `=~-,_\_. . . `\,. . . . . . . . . . . . . . . . .\
    . . . . . . . . . .`=~-,,.\,. . . . . . . . . . . . . . . .\
    . . . . . . . . . . . . . . . . `:,, . . . . . . . . . . . . . `\. . . . . . ..__
    . . . . . . . . . . . . . . . . . . .`=-,. . . . . . . . . .,%`>–==“
    . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . _\. . . . . ._,-
    CAMPANHA “PAI”, ME DÊ PACIÊNCIA… PORQUE SE ME DER FORÇAS, EU MATO!’’
    tudo isso porque sua pergunta é chata, idiota e ridicula!!!

    Eu não acredito que li isso
    o hino é sem graça mas não chega a ser ridiculo não
    mas é sem graça o hino do Brasil

    Reply
  4. Alguém aí já parou para pensar acerca do que está sendio dito nos versos 41 a 43 deste Hino Nacional? Aqueles que o conhecem a fundo (e sabem que aí reside todo a graça de sua letra), sabem que a resposta oculta-se sob sua introdução…

    ALGUÉM AÍ A CONHECE???

    Aqueles que qualificam a letra de “sem graça”, certamente que não…

    Reply