Saiba porque tem gente que come muito e não engorda



São diferenças no metabolismo que fazem com que algumas pessoas queimem mais calorias do que a média para manter o corpo funcionando, ou depositem menos gordura no tecido adiposo. “Assim como os carros enchem o tanque com gasolina ou álcool e usam esses combustíveis para rodas, nós nos abastecemos com gordura e a armazenamos, tirando dela a nossa energia”, explica o endocrinologista Marcio Mancini, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade. “Daí, existem os carrões com motores potentes e grandes consumidores de combustível (esses são os ‘magros de ruim’) e os carros com motor de 1000 cilindradas (esses são as pessoas com dificuldade para perder quilos)”, completa.

O que fazer para ser um Land rover e não um Uno Mille? Bem, a chance é grande de que você já nasça como um ou como outro. Estudos com gêmeos têm mostrado que a genética contribui com nosso peso corporal em 40 a 70%. Genes da obesidade t~em sido identificados, o que mostra que alguns corpos já viriam programados para gastar mais fazendo as mesmas coisas. Seguindo na analogia, seu corpo é um 4×4, você terá direito a comer mais – ou ser abastecido mais frequentemente.

E tem mais: os magros de ruim talvez sejam uma (invejada) minoria por que a seleção natural favoreceu o seu oposto, a eficiência energética. Com os grandes períodos de fome que a humanidade enfrentou, sobreviveram principalmente as pessoas poupadoras de reservas e as ávidas por comida. É isso: da próxima vez que encontrar algum magrinho mandando ver no brigadeiro, pare e pense: “Coitado, não consegue guardar nada de energia do que come!” [Texto - Claudia Carmelo]

Conheça os fatores que favorecem os chamados “magros de ruim”:

METABOLISMO ACELERADO

Para viver, é preciso ingerir diariamente um número X de calorias. Essa é a taxa metabólica basal – a base necessária para respirar, raciocinar, manter os órgãos funcionando. algumas pessoas nascem com essa taxa basal muito alta, o que permite botar muitas calorias pra dentro, pois elas já tem uso definido.

SORTE NOS GENES

Alguns genes tem sido associados a acúmulo de gordura. O mais famoso é o FTO. Um estudo alemão recente publicado na revista Nature, mostrou que ratos que não tem o FTO nunca ficam oesos. mesmo comento muito e se mexendo pouco, queimam muitas calorias. Como? Quem descobrir deve ficar muito rico.

FOME SIM, GORDURA NÃO

Um estudo da Universidade da Califórnia mostrou que a serotonina, neurotransmissor que controla a fome e a deposição de gordura, faz as duas coisas por canais distintos. Acredita-se que alguns dos comilões que não engordam têm a sinalização da fome funcionando bem, e a da deposição de gordura com alguma falha.

DISCIPLINA

Muito “magro de ruim” por aí pode ser uma farsa. Há magrinhos que comem bastantenas refeições, mas nunca fora de hora. Já alguns com excesso de peso tem almoços e jantas frugais, mas sucumbem a ataques de fome repentinos e beliscam guloseimas entre as refeições.

MÚSCULOS

Genética não é tudo. A quantidade de músculos do corpo também faz com que alguns tenham um gasto calórico maior do que outros – e, portanto, possam comer mais sem engordar. Para ter uma idéia, 1 quilo de músculo torra 80 calorias por dia simplesmente para existir, enquanto 1 quilo de gordura gasta só 5 calorias.

JUVENTUDE

Você conhece alguém em seus 50 ou 60 anos que coma muito e nunca engorde? Ou seus exemplos são sempre de jovenzinhos? NOssa massa magra diminui paulatinamente com o avançar da idade, e a quantidade de atividade física diária também costuma diminuir. Mais magros e sedentários, deveríamos comer muito menos pra manter o peso – difícil, né?

[via Superinteressante - Março 2010]

Gostou? Comente!

Supercomentado.