Bomba atômica ajuda a evitar ressaca

Cientistas da Universidade de Oxford criaram um método que permite saber se um uísque realmente tem a idade que diz ter.

Isso porque as explosões atômicas realizadas a partir dos anos 40 aumentaram a quantidade de carbono-14 na atmosfera – e esse isótopo radioativo está presente em tudo, inclusive no uísque. quanto menos carbono ele tem, mais envelhecido (e bom) ele é. (superinteressante)

A AVAP (Associação dos Vendedores Ambulantes Paraguaios) entrou em contato com o Supercomentário, e informou que já está trabalhando em uma fórmula de acetona com ração de pomba para remover o Carbono 14 do whisky Jonnie Walker fabricado em Ciudad del Este.

Supercomentado!

Comente